Turismo de aventura em Minas Gerais: onde fazer?

Turismo de aventura em Minas Gerais: onde fazer?

Seja pela farta gastronomia, pelas paisagens marcantes ou pelo carinho do povo, Minas Gerais também é uma potência quando o assunto é turismo de aventura. Com uma enorme extensão territorial, opções não faltam para quem quer distância dos grandes centros urbanos. Mas, onde fazer turismo de aventura em Minas Gerais?

Neste post, apresentaremos a você as principais serras, os caminhos das melhores trilhas, os cenários da História Barroca ao meio rural repleto de personalidade. Viagens onde a simplicidade ganha espaço como uma boa prosa mineira!

Entre Serra da Piedade ao Caraça

Os aventureiros de plantão não podem deixar de conhecer as belezas naturais das principais serras ao redor da Região Metropolitana de Belo Horizonte. São parques repletos de rotas que contemplam apaixonados pelos mais variados esportes de aventura. Entre as serras que cortam o céu, há espaço para todos os tipos de atividades de lazer.

As principais opções em Caeté, onde a Serra da Piedade já é um convite contemplar a paisagem, são as trilhas e cachoeiras. No Distrito de Santo Antônio, por exemplo, a cachoeira que leva o mesmo nome do local tem 10 metros de queda livre.

Já na Serra do Caraça e Barão de Cocais, existem grutas, um sítio arqueológico, ruínas do ciclo do ouro, cachoeiras, além de muita área verde para quem curte trekking, pedalar, fazer canoagem, slackline, tirolesa, rapel, entre muitas outras opções.

Entre Caeté e Barão de Cocais, o parque particular Canela de Ema disponibiliza espaço e equipamentos para a prática de todos os esportes de aventura citados acima. E em Catas Altas, outra cidade do roteiro os triciclos garantem a diversão de toda a família!

Situada a 98 Km de Belo Horizonte, Santa Bárbara fica no centro da Estrada Real e aos pés da Serra do Caraça. De construções do século XVIII a um belíssimo visual, a cidade é a porta de entrada para o Parque Natural do Caraça.

Com 1.700 metros de altitude, o Parque é de propriedade da Igreja Católica e tem na Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens um dos pontos mais visitados. Animais silvestres, como o lobo-guará, são constantemente vistos por lá.

Além disso, os esportes de aventura têm espaço garantido: trekking por várias trilhas, chegando aos principais picos, como do Sol e do Inficionado. Outra curiosidade da região é que a gruta do Centenário tem 3.400 metros de quartzito e é considerada uma das maiores do mundo formada por este tipo de rocha.

Entre Trilhas, Sabores e Aromas

Dentro de uma área de proteção ambiental, Rio Acima está há apenas 34 Km da capital mineira e faz parte da Serra da Gandarela, que passa também pelos municípios de Barão de Cocais, Caeté, Santa Bárbara, Raposos e Itabirito. Trata-se de um corredor natural formado juntamente a Serra do Caraça.

Cachoeiras exuberantes, poços, além de um dos mais lindos trechos da Estrada Real, fazem de Rio Acima um destino imperdível para aventureiros. As corredeiras são um convite a canoagem. Em terra, caminhar pelas trilhas sentindo os diferentes aromas é uma experiência única.

Como os sabores são um dos principais cartões-postais de Minas Gerais, Itabirito traz em sua tradição a arte de conquistar pelo paladar. O famoso pastel de angu não pode passar em branco assim como o frango ao molho pardo, feijão tropeiro, entre muitas outras opções da culinária típica da cultura rural mineira.

Com inúmeras rotas de aventura, Nova Lima é outra cidade do roteiro que você não pode deixar de conhecer entre todos que passam pelo Circuito do Ouro. Com característica deste roteiro, traz como atrativos caminhadas ecológicas no roteiro de São Sebastião das Águas Claras. A Cachoeira dos Macacos é uma das mais visitadas.

Agora, se a sua paixão é escalada, como a modalidade boulder (sem o uso de cordas e mosquetões), a dica é Sabará. Mas não é apenas o esporte que é destaque no ecoturismo local. Há espaço para trekking, pedaladas, caminhadas mais leves, tudo aos pés da Pedra Rachada. É um dos melhores picos para o boulder no Brasil. São cerca de 100 blocos catalogados para delírio dos praticantes desta modalidade esportiva.

Entre Cenários da História

As principais cidades históricas de Minas Gerais, Congonhas, Ouro Branco, Ouro Preto e Mariana têm na arte barroca de suas igrejas atrativos ímpares. Entretanto é possível aproveitar as belezas dos casarios coloniais e se aventurar junto a natureza. O turismo de aventura em Minas Gerais também ganha espaço nesses cenários da História.

Patrimônio Mundial pela Unesco, Congonhas é conhecida como a cidade dos profetas. Do alto de uma colina, doze profetas praticamente vigiam a cidade. Obras assinadas pelo grandioso artista brasileiro, Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho.

Um magnífico conjunto arquitetônico e paisagístico também é encontrado em Ouro Branco, antigo distrito de Ouro Preto. A cidade abriga o Parque da Serra do Ouro Branco que atrai turistas em busca de trekking, pedaladas ou apenas para admirar a paisagem belíssima lá de cima.

Ouro Preto, por exemplo, é Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade desde 1980 e abriga o Parque Estadual do Itacolomi protegidos em suas essências. Além das várias cachoeiras, trilhas, e lugares maravilhosos abrigados em seus muitos distritos, como Lavras Novas.

No município vizinho de Mariana está cravado em suas ruas o início da formação do estado de Minas Gerais. Afinal, foi lá que se formou a primeira vila, cidade e capital. O valor histórico e cultural também é explicado pela Mina da Passagem, as várias cachoeiras existentes e o turismo ecológico. Em Mariana, os esportes radicais também têm espaço garantido!

Entre Ruralidades e Personalidades

A poesia ganha formas pelas ruas de Itabira. Terra de Carlos Drummond de Andrade, Itabira tem no meio rural paisagens de encher os olhos, que se entrelaçam com muitas cachoeiras. Passear a cavalo tendo um cenário maravilhoso a sua frente é uma experiência única.

Um dos destaques é a Fazenda Cachoeira Alta, com uma queda d’água de nada menos do que 100 metros. A prática de escalada e canoagem é muito comum. Outro ponto forte é o artesanato local feito em crochê, bordados, cerâmica, cestaria, entre outros.

Com 70% do território coberto por montanhas, Nova Era tem no traço rural um convite ao rapel, trekking, caminhadas ecológicas e canoagem na Lagoa São José. A cidade é uma ótima opção para quem busca a tranquilidade do interior sem deixar de prestigiar as belezas barrocas típicas do Circuito do Ouro.

Turismo de aventura em Minas Gerais

Diante de variadas opções, as cidades que compõem a região do Circuito do Ouro  são um convite imperdível para quem curte ecoturismo e esportes radicais próximo a Belo Horizonte . Vale a pena embarcar nessa viagem que certamente reservará experiências fantásticas que agradarão e surpreenderão todas as suas expectativas. Afinal, não é apenas de prosa que vive um bom mineirinho!

E então, deseja saber mais sobre o turismo de aventura em Minas Gerais? Assine a nossa newsletter e receba as novidades diretamente no seu e-mail!

Lugares que você precisa conhecer em Minas Gerais

Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também

3 comentários em “Turismo de aventura em Minas Gerais: onde fazer?”

  1. Jader Caetano de Oliveira disse:

    Olá, meu nome é Jader! Conheçam a região onde moro! Carte do Alto São Francisco, patrimônio espeleológico e arqueológico riquíssimo e muito pouco conhecido! Vejam em minha página @capitaocavernapains .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

esqueci minha senha