10 quitutes imperdíveis que você só encontra no interior de Minas

Quem pensa que o passeio pelo interior de Minas se restringe à cultura local, à natureza exuberante e à arquitetura peculiar, está muito enganado. Percorrer os roteiros turísticos da região é viver também uma rica experiência gastronômica, cheia de sabores intensos.

Na verdade, o turista que visita Caeté, Barão de Cocais, Santa Bárbara, Catas Altas e todas as outras cidades do interior mineiro tem a oportunidade de degustar quitutes imperdíveis, que não se encontram em nenhum outro lugar.

Quer saber quais são as principais delícias da região e descobrir como se come bem no Interior de Minas? Então continue lendo o nosso artigo e conheça os quitutes que você não pode deixar de provar quando visitar a região!

Bolinho de feijão de Caeté

Sim, você só encontra essa gostosura no interior baian, afinal, não estamos falando do bolinho de feijão baiano, frito em óleo de dendê e recheado com vatapá e camarão. Esse bolinho com a base origem africana faz parte do cardápio de Caeté e pode ser feito com feijão-miúdo ou fradinho.

Ele é frito em banha de porco e o recheio tradicionalmente mineiro é feito com queijo minas. Se você preferir, pode degustar o saboroso bolinho sem recheio.

Compotas de Caeté

Caeté é uma cidade doce! Por lá você encontra as famosas geleias de goiaba e figo, além de doces de corte e colher, como os de leite, banana, cidra, mamão, amendoim, batata-doce e coco. Mas o destaque fica por conta das tradicionais compotas feitas com pedaços ou frutas inteiras. Os principais sabores são laranja da terra, mamão, figo e goiaba.

Queijão de Caeté

Você deve estar pensando que estamos falando de um queijo grande. Mas, curiosamente, esse quitute não leva queijo na receita. O doce mais tradicional de Caeté foi batizado assim porque é produzido pelas doceiras locais em formas de queijo. Os ingredientes principais são ovos e doce de leite. O sabor é maravilhoso e a textura lembra pudim.

Goiabada de Barão de Cocais

Uma das iguarias típicas mais famosas do interior de Minas é a goiabada de Barão de Cocais — tanto que o doce ganhou até um festival gastronômico local. A goiabada cascão é um patrimônio gastronômico de Barão de Cocais. A delícia é feita artesanalmente, a partir da fruta silvestre, que é colhida nas fazendas bem cedinho. De lá, a goiaba vai para a cozinha e é preparada com a polpa da fruta, em grandes tachos aquecidos na fornalha. A produção do doce costuma ser feita em família e o sabor da goiabada cascão é indescritível.

Mel de Santa Bárbara

O mel é o produto mais popular da apicultura local e principal atividade econômica do município. Ele é tão saboroso que até ganhou fama nacional. O que não faltam em Santa Bárbara são boas opções de mel para comprar! Além de degustar mel de qualidade, você pode passear pela Rota do Mel, visitar a Casa do Mel, fazer cursos básicos de apicultura e vivenciar de perto a extração e processamento de mel. Para completar, pode saborear o delicioso bolo de mel de Santa Bárbara.

Cervejas artesanais de Catas Altas

Não é à toa que o Serra do Caraça Bier Fest acontece em Catas Altas: o município se tornou a polo da cerveja artesanal na região do Entre Serras da Piedade ao Caraça. Por lá, são produzidas cervejas que combinam a doçura do malte com o amargor do lúpulo. Os produtos são inspirados nas cervejas alemãs, austríacas, dinamarquesas e inglesas — sem deixar de lado os aromas e sabores brasileiros.

O que se encontra em Catas Altas são cervejas artesanais de muita qualidade e o charme da cidade, que lembra as vilas europeias. O ambiente é perfeito para provar cervejas especiais.

Pastel de angu de Itabirito

O pastel de angu é um clássico da culinária de Itabirito. Apreciada por nativos e turistas, essa receita foi criada no século XIX. A iguaria é feita com água, fubá de milho, óleo, sal, ovo, polvilho azedo e bicarbonato de sódio. O recheio é a gosto do freguês: tem de queijo, frango, carne moída, bacalhau e umbigo de banana. Essa delícia você encontra em diferentes lugares da cidade, em vários bares, mercearias e lanchonetes. Não passe por Itabirito sem provar!

Quitandas da Serra

Em todo o percurso, você encontrará quitandas mineiras que oferecem pães, broas com queijo, roscas, bolo de laranja, bolo de limão, bolo mesclado, além de biscoitos de nata, amendoim e polvilho. Na verdade, essa perfeição e variedade de sabores tendem a estar presentes também nas mesas dos hotéis e pousadas durante os cafés da manhã. Uma deliciosa forma de começar o dia, não é mesmo?

As quitandas são responsáveis por alimentar a tradição culinária em Minas Gerais, especialmente em Caeté, onde tais quitutes são atrativos turísticos. No Santuário de Nossa Senhora, localizado no alto da Serra da Piedade, por exemplo, o café colonial é servido aos turistas e a famosa rosca rainha não pode faltar. Feita com trigo, leite condensado, batatas, leite, ovos, sal, fermento, manteiga, açúcar e goiabada, essa rosca é um patrimônio da gastronomia local.

Angu com molho em Raposos

O angu raposense é um velho conhecido de quem passa pela cidade de Raposos. Com um modo de preparo bem mineiro, o angu tem sempre a base de fubá de milho, mas o molho varia de restaurante para restaurante. Os mais populares são o de suã e o de costela de boi ou de porco.

Geleia de jabuticaba de Sabará

Sabará é conhecida como a Terra da Jabuticaba. Além do belo patrimônio arquitetônico, histórico e cultural — composto por festas religiosas e belas igrejas —, Sabará também se destaca por conta dessa frutinha de sabor tão característico. Para se ter ideia, Sabará sedia o animado (e saboroso) Festival da Jabuticaba. No evento, é possível apreciar a fruta in natura e os seus derivados, sendo que um dos produtos preferidos é a geleia de jabuticaba. Perfeita, inclusive, para levar como recordação da região.

Viu como o interior de Minas Gerais é rico em sabores para agradar a todos os paladares? Aliando cultura à típica gastronomia mineira, o local é um verdadeiro convite para o turista se deliciar. E não dá para negar que provar esses quitutes pode tornar a viagem ainda mais saborosa e inesquecível!

Você gostou de saber um pouco mais sobre a culinária da região? Pretende conhecer o interior mineiro e se esbaldar com os quitutes nas paradas? Já conhece algum desses pratos? Compartilhe as suas opiniões e experiências com a gente no campo de comentários!

Lugares que você precisa conhecer em Minas Gerais

Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Confira também

3 comentários em “10 quitutes imperdíveis que você só encontra no interior de Minas”

  1. Cláudia disse:

    Amei as receitas maravilhosas!

    1. Márcia Martins disse:

      São maravilhosas mesmo Cláudia! Já experimentou alguma delas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

esqueci minha senha